segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Banho



Ela tomou um banho e saiu como só uma mulher sairia
Cabelos molhados, despenteados, caminhou lentamente até ele
Não se entregou, se fez de anjo, com receio de ter suas asas expostas
Ele á devorava com o olhar e ela sorria, divertindo-se com tudo aquilo
Porque o que ela gostava mesmo era de provocar, de jogar sem pressa...
De saborear cada momento, olhar além dos espelhos e sentir-se viva.


Naiara Melo